Leia após a publicidade

O oftalmologista e professor da Emescam, Bruno Valbon, explica que quanto mais tempo nas telas, maiores serão as consequências para a saúde ocular

As consequências de ficar muito tempo de frente as telas dos aparelhos eletrônicos são diversas e estão cada vez mais sendo conhecidas. Alguns aplicativos e até mesmo marcas de aparelhos celulares estão desenvolvendo alertas e ferramentas para amenizar os impactos da luz azul nos olhos. Porém, uma pesquisa recente realizada pela Universidade de Toledo, nos Estados Unidos, descobriu mais um motivo para não abusar do uso das tecnologias.
De acordo com a pesquisa, a luz azul presente na tela dos aparelhos é capaz de fazer com que os usuários percam a visão gradativamente. Ela é capaz de intoxicar células da retina, que, com o tempo, pode se tornar “venenosas” e matar outras células ao seu redor, causando um processo acelerado de cegueira.
Segundo o oftalmologista e professor da Emescam, Bruno Valbon, quanto mais tempo de frente às telas, seja computadores, tablets ou smartphones, maiores são as chances de desenvolver problemas de visão.
“Nós costumamos piscar menos quando estamos de frente aos aparelhos tecnológicos, o resultado disso é a não lubrificação dos olhos, o que pode acarretar diversos problemas na córnea como ceratite e síndrome da disfunção lacrimal”, explicou o especialista.
Evitar a luz azul é quase impossível, já que estamos expostos constantemente à luz solar e à artificial, mas pequenos cuidados com os olhos diariamente podem fazer diferença para manter uma boa saúde ocular.

Prevenção
·         Faça pequenas pausas, a cada 20 a 30 minutos durante o uso dos aparelhos digitais.
·         Ajuste a luminosidade do ambiente e da tela do computador. Luminosidade excessiva ou ambientes muitos escuros, resultará em contração ou dilatação das pupilas, gerando cansaço visual.
·         A distância recomendada entre o monitor e olho é de 45 a 70cm.
·         Telas maiores cansam menos os olhos.
·         Lembre-se de piscar. Os olhos humanos piscam, em média, quinze vezes por minuto, mas essa taxa diminui pela metade quando estamos diante da tela de um aparelho digital.
·         Lubrifique seus olhos com colírios recomendados por seu oftalmologista.
·         Consulte um oftalmologista pelo menos uma vez no ano ou sempre que o desconforto com a visão se tornar recorrente.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.