Leia após a publicidade

Nesta terça-feira (09), o Pronto-Socorro Drª Milena Gottardi, do Hospital Estadual Infantil Nossa Senhora da Glória, completa um ano de funcionamento nas instalações do Hospital da Polícia Militar (HPM), em Bento Ferreira, Vitória.
“Essa foi a maior intervenção no atendimento pediátrico do Estado nos últimos anos. Com a transferência do pronto-socorro do Hospital Estadual Infantil de Vitória para o HPM, contando com 105 novos leitos, o total de leitos do hospital aumentou de 171 para 276. E já foram iniciadas as obras para que a oncologia pediátrica saia de Santa Lúcia e vá para Bento Ferreira”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira.  
Durante este período – entre 9 de outubro de 2017 a 4 de outubro deste ano – 40.097 crianças passaram pela classificação de risco na unidade. Isso representa uma média de 110,76 atendimentos por dia.
De acordo com a diretora administrativa da unidade, Paula Aquino Souza, 68% dos atendimentos realizados no hospital são de ortopedia. Doenças do trato urinário representam 12% dos atendimentos; doenças do aparelho digestivo são 8%; doenças do aparelho respiratório, 7%; e atendimentos de cabeça e pescoço representam 5% das demandas do pronto-socorro.
“Foram 40.097 crianças que passaram pela classificação de risco na recepção do pronto-socorro. Dali, elas foram encaminhadas para terem o atendimento de acordo com as suas necessidades”, explicou.

Melhorias
Com essa reestruturação, os pacientes e acompanhantes ganharam mais espaço e os profissionais de saúde têm melhores condições de trabalho. O espaço no HPM tem 888,32 metros quadrados e foi todo reformado para receber o serviço de urgência e emergência infantil, que está dividido em dois pavimentos.
No térreo, fica o serviço de pronto-socorro: acolhimento do paciente com classificação de risco (atendimento inicial que classifica os pacientes priorizando os casos graves), consultórios médicos, salas de observação, centro cirúrgico com cinco salas, centro de exames de imagem e as salas de medicação, curativos, punção e gesso. Há ainda, no térreo, duas recepções: uma para entrada de pacientes e outra para entrada de visitantes e troca de acompanhantes para as enfermarias e a Utip, que funcionam no primeiro andar, ao qual se tem acesso por rampa.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.