Leia após a publicidade

EFE/Christophe Petit Tesson
O sérvio Novak Djokovic, que na próxima semana voltará a ser o número 1 do ranking mundial de tênis, avançou nesta quinta-feira às quartas de final do Masters 1.000 de Paris, na França, graças ao abandono do bósnio Damir Dzumhur.

'Nole' levou a melhor no primeiro set por 6-1 e vencia a segunda parcial por 2-1, quando o adversário optou por deixar a quadra de maneira definitiva, após ser atendido diversas vezes, por causa de dores lombares.

Djokovic precisou atuar por apenas 53 minutos, para avançar no torneio, em que luta pelo quinto título e enfrentará nas quartas o croata Marin Cilic, que derrotou o búlgaro Grigor Dimitrov, por 2 sets a 0, com 7-6 (5) e 6-4.

Invicto desde agosto deste ano, o sérvio garantiu a condição de líder do ranking a partir da desistência do espanhol Rafael Nadal de participar do Masters 1.000 de Paris, por causa de dores abdominais.

Enquanto o então número 1 avançou até as semifinais no ano passado, Djokovic não tinha pontos a defender, já que não participou do torneio em 2017. Com isso, voltará à liderança do ranking após dois anos.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.