Leia após a publicidade

Foto:Pedro Dutra.
Garantindo as aprendizagens essenciais dos estudantes e respeitando as especificidades do território capixaba, um novo currículo do Espírito Santo foi elaborado pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu) em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-ES). E nesta quinta-feira (01), foi realizada a entrega do documento curricular ao Conselho Estadual de Educação (CEE-ES) e à União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), para implantação nas escolas de todo o estado.

O documento, elaborado por profissionais da educação e com a sociedade civil, traz estruturas e propostas organizadas da Educação Infantil e do Ensino Fundamental e servirá de referência para os currículos municipais e das escolas particulares.

“Hoje realizamos esse evento em que, simbolicamente, entregamos o documento curricular do Espírito Santo para que os Conselhos possam fazer a análise. Foi uma construção muito positiva, o Estado trabalhando com os municípios, para que a gente possa construir uma escola cada vez mais contemporânea e atrativa para os nossos estudantes. A elaboração do novo currículo traz a necessidade de um trabalho mais colaborativo dos professores, buscando que os estudantes sejam cada vez mais pesquisadores e menos ouvintes”, destacou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.

Para Vilmar Lugão, presidente da Undime Espírito Santo, “esse é um momento gratificante, pois há exatamente um ano estávamos discutindo o quão importante era a realização desse trabalho. Fizemos uma etapa e agora é a vez dos Conselhos fazerem as análises, para um próximo passo ainda mais importante que é a implementação do novo currículo nas escolas”.

O evento contou com a presença de profissionais da educação, do presidente da UNCME, Júlio César Alves dos Santos, da presidente do Conselho Estadual de Educação, Maria José Cerutti, além de secretários municipais de Educação e  demais conselheiros.

Durante o evento, também foi assinada a Portaria que cria a Comissão Estadual de Implementação do Currículo do Espírito Santo.

A BNCC e o Novo Currículo

Foto: Pedro Dutra.
Com a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o Espírito Santo trabalhou para construção do novo currículo capixaba, em duas fases: elaboração em regime de colaboração com a Undime-ES e duas consultas públicas que totalizaram mais de 10 mil contribuições. Após apreciação do Conselho Estadual de Educação, o documento será finalizado para implantação nas escolas de todo o Estado.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo, homologado em dezembro de 2017, fundamentado nas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. As diretrizes pedagógicas estabelecidas pela BNCC serviram como guia de orientação para a elaboração do Currículo do Espírito Santo (Educação infantil e Ensino Fundamental), conforme o regime de colaboração estabelecido pelo Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes).

O novo currículo estadual segue as normativas da BNCC, que é estruturada em aprendizagens essenciais, e tem foco na formação integral dos estudantes, tendo como princípios competências, habilidades, direitos e objetivos de aprendizagens, respeitando todas as singularidades presentes na diversidade, como preceitua o Plano Nacional de Educação (PNE), a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e as Diretrizes Curriculares Nacionais. Sendo assim, o foco do currículo deixa de ser conteudista e passar a ter um olhar para o desenvolvimento das competências e habilidades dos estudantes, garantindo as aprendizagens essenciais, respeitando as especificidades do território capixaba.

O currículo estadual é, portanto, produção de muitas mãos e muitas vozes que constituem os inúmeros contextos e territórios, singularidades, especificidades e diversidades do estado do Espírito Santo.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.