A Associação de Moradores da Enseada Azul (Ameazul), em Guarapari, venceu na justiça uma ação contra uma construtora da região que tinha licença para construir um edifício de 16 andares na praia de Peracanga, Enseada Azul.

Agora, com a decisão, fica definitivamente suspensa a licença e proibida a construção de qualquer empreendimento alto no local. Para o resultado, foram levados em consideração o “princípio da precaução” e “meio ambiente”, já que a região possui ruas estreitas, praias pequenas e saneamento básico limitado.

Para o vice-presidente da Ameazul, Gilvan Crabeira, a decisão veio em boa hora e merece ser comemorada. “Existe uma grande preocupação quanto ao modelo de ocupação do local. Prédios muito altos trazem sobra na praia, descaracterização da paisagem, impedem a circulação do vento. A cidade de Guarapari tem inúmeros exemplos de como a ocupação desenfreada da orla é prejudicial a qualidade de vida e atratividade turística”, ressalta.

A ação movida pela Ameazul contra a ocupação da construtora se estende desde 2011.

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.