Barragem fica as margens da rodovia entre Santa Leopoldina e Sta Maria de Jetibá.


Em matéria publica em site do município de Serra, governo do Estado diz não haver informações sobre uma importante barragem que fica acima da cidade de Santa Leopoldina, na região central serrana do Espírito Santo e que é “apenas avaliar os aspectos e impactos ambientais”. Essa é a única responsabilidade do Governo do Estado quando o assunto tange a barragem de Rio Bonito, localizada em Santa Maria de Jetibá e que abastece a Grande Vitória. A barragem fica mais de 624 metros de altitude e tem capacidade para armazenar 27 bilhões de litros. Numa tragédia, como em Brumadinho (MG), poderia causar uma devastação e até chegar a Serra, uma vez que está dentro da bacia do Rio Santa Maria da Vitória que abastece o município.

Resultado de imagem para barragem rio bonitoConstruída em 1962, portanto há 57 anos atrás, o local era uma usina hidrelétrica, que em 2015, também se transformou em reservatório para abastecimento de água no auge da seca no Sudeste. Numa comparação dura, a barragem de Rio Bonito tem 27 vezes mais volume que a barragem de Mina do Feijão no distrito de Brumadinho, que contava com R$ 1 milhão de metros cúbicos de rejeitos, ou seja, 1 bilhão de litros).

Após o rompimento em Brumadinho, que vitimou milhares de pessoas e causou danos ambientais irreparáveis, o portal Tempo Novo procurou saber sobre as condições das barragens que afetariam a Serra num hipotético rompimento, porém, o Estado não sabe dizer se a barragem está segura, porque segundo ele, é de responsabilidade da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, já o órgão federal, até o fechamento da edição não respondeu a demanda por informações.

A reportagem  ainda questionou ao Estado se estão sendo feitas vistorias e como estariam as condições estruturais da barragem. Em nota o Governo do Estado se resumiu a dizer: “Por se tratar de Barragem para geração de energia, a competência quanto a essa demanda, é de responsabilidade da – ANEEL, cabendo ao Iema apenas avaliar os aspectos e impactos ambientais”.
rio-4603368









Na última segunda-feira (28), o governador Renato Casagrande (PSB) reuniu a equipe de governo para montar um planejamento de fiscalização de barragens. A mais preocupante segundo o Governo, seria a de Duas Bocas, em Cariacica. Entre os motivos está a idade da barragem, que foi construída há 68 anos, ou seja, apenas 11 anos mais antiga que Rio Bonito. Mas a capacidade de volume de água é muito menor, são 20 milhões de litros de água o que representa 0,07% da capacidade global de Rio Bonito. Mas de acordo com a nota enviada a redação, a barragem que abastece a Grande Vitória não deve estar entre as fiscalizadas, uma vez que não é responsabilidade do Estado.

fonte: Portal Tempo Novo

Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.